Privacidade

Proteção à privacidade e aos dados pessoais. Um compromisso da VLI que reflete nossos valores.

É importante que todas as pessoas que naveguem no portal institucional da VLI estejam cientes de que alguns de seus dados e informações pessoais são coletados. E nós nos comprometemos a adotar todas as medidas técnicas e administrativas para protegê-los, observando sempre os princípios e as diretrizes estabelecidos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Para a VLI, garantir a privacidade vai além do cumprimento da legislação, inclui também a atenção aos nossos princípios de integridade e transparência.

Pode ficar tranquilo. Sempre vamos informar você sobre todas as nossas práticas relacionadas à coleta, ao uso, ao tratamento, à transferência e/ou ao armazenamento de dados pessoais no site da VLI.

Termo de uso e privacidade de dados

Termo atualizado em 17/5/2021

Ao utilizar o site da VLI, você concorda e aceita todos os termos e condições aqui estabelecidos. É importante ressaltar que este termo poderá ser alterado, a qualquer momento, em decorrência da adoção de novas tecnologias, por necessidade de adequação legal ou por exclusivo critério da VLI, sempre que for necessário, para tornar o ambiente de navegação mais seguro. Ao continuar a usar o nosso site, você concorda com as alterações feitas e vigentes à época do seu acesso.

Seu consentimento deve ser claro e voluntário. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Encarregado de Dados da VLI.

A VLI poderá restringir o acesso a conteúdos, sempre embasando-se em preceitos legais, caso você não esteja de acordo com este termo e não forneça o consentimento solicitado para o tratamento de seus dados ou caso, posteriormente, deseje revogar o consentimento.

A VLI leva a sério a privacidade das crianças. Por isso, não coletamos dados pessoais de menores de 13 anos por meio de nossas plataformas digitais. Se você tem menos de 13 anos de idade, solicitamos que não envie quaisquer dados pessoais sem o consentimento expresso e a participação de um responsável.

Quais dados pessoais coletamos?

Ao acessar o site institucional da VLI, nós coletamos:

  • Informações sobre a sua navegação, via cookies, e endereço de IP.
  • Informações fornecidas via formulários, como nome, e-mail, telefone, estado e cidade.

Como utilizamos seus dados pessoais?

As informações coletadas via site da VLI têm, como finalidade, a otimização de nossas campanhas institucionais em plataformas como Google, Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube. Além disso, elas também contribuem para a evolução do nosso atendimento via e-mail e pelos canais Fale Conosco e Alô VLI, que tratam de assuntos de interesse do público.

Todo o tratamento e a utilização dos dados estarão sempre alinhados com as normas legais e as melhores práticas administrativas de governança de dados.

Com quem compartilhamos dados e como são armazenados?

Os dados pessoais coletados durante a utilização do site da VLI são controlados pela companhia e seguem, rigorosamente, todos os deveres e direitos previstos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Os dados pessoais tratados pela VLI não serão comercializados, cedidos ou compartilhados com terceiros sem a autorização prévia do titular.

Todos os dados pessoais poderão ser compartilhados com empregados da VLI, contratados independentes, subsidiários e consultores com o objetivo de satisfazer um pedido de serviço. Todos os empregados com acesso a esses são submetidos às cláusulas contratuais específicas quanto ao tratamento de dados, além de serem instruídos e conhecerem os princípios relativos à privacidade e à proteção de dados.

A VLI armazena todas as informações coletadas nas suas páginas em servidores nacionais, terceirizados, via plataforma Microsoft Azure.

Quais direitos o titular dos dados tem?

Como usuário, você poderá solicitar ao Encarregado de Proteção de Dados:

  1. Confirmação da existência de tratamento dos dados.
  2. Acesso aos seus dados pessoais.
  3. Correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados.
  4. Anonimização, bloqueio ou eliminação de dados desnecessários, excessivos ou tratados em desconformidade com o disposto em leis.
  5. Portabilidade dos dados a outro fornecedor de serviço ou produto, mediante requisição expressa, de acordo com a regulamentação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).
  6. Revogação do consentimento e consequente eliminação dos dados pessoais tratados, exceto nas hipóteses previstas no art. 16 da LGPD.
  7. Informação das entidades públicas e privadas com as quais o controlador fez uso compartilhado de dados.
  8. Informação sobre a possibilidade de não fornecer consentimento e sobre as consequências da negativa.

A VLI se compromete a manter a transparência necessária no tratamento dos dados do titular. Nesse sentido, reserva-se o direito de abordá-lo em conformidade com a base legal de tratamento aplicável a casos como, mas não apenas, cumprimento de obrigação legal, execução de contrato, fornecimento de consentimento, legítimo interesse etc.

Dados do Encarregado do Tratamento de Dados Pessoais

Para assuntos relacionados ao tratamento de dados pessoais, o titular deverá entrar em contato com o responsável, conforme informações abaixo:

Nome: Alã Vinicios Silva de Miranda
E-mail: dpo@vli-logistica.com.br

O encarregado responderá no menor tempo possível, respeitando sempre as orientações da legislação.

Considerações finais

A VLI trabalha com as melhores práticas de governança de dados, o que inclui sempre buscar controles de segurança cada vez mais rígidos.

Mesmo com toda a diligência e zelo com nosso acervo tecnológico, nenhum serviço de plataforma digital tem 100% de garantia contra invasões, não sendo possível garantir a sua inviolabilidade. Por esse motivo, a VLI não poderá ser responsabilizada caso ocorra algum incidente virtual.

Da nossa parte, nós nos comprometemos a estar sempre atentos às melhores práticas de governança dos dados, priorizando sua experiência com base na análise prática dos princípios emanados pela LGPD e na visão ética e transparente da companhia. Conte com nossos controles reguladores para acompanhar e combater as principais ameaças virtuais.

Lei aplicável e eleição de foro

Este termo será regido pelas leis da República Federativa do Brasil e, em especial, pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sendo competente o foro da Comarca de Belo Horizonte.